Seguro desemprego novas regras

seguro desemprego tem novas regrasQuando se é demitido sem justa causa e você tem um tempo de registro na empresa, você terá o direito de receber o seguro desemprego, que é liberado pelo governo.

Mas conseguir um seguro desemprego no Brasil está ficando cada vez mais difícil, isso porque o que o governo deseja é que as pessoas fiquem empregadas, trabalhando, assim a renda das famílias aumenta.

É valido lembrar que quem é demitido por justa causa perde o seu direito ao seguro desemprego.

E mais uma vez, mudam as regras para receber o seguro desemprego, pois pelas novas regras o desempregado que se negar a fazer um curso de qualificação, perderá o auxílio, a lei foi publicada no Diário Oficial da União, que também publicou o Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico), assim a união concederá seguro apenas para aquelas pessoas que se matricularem no programa com carga mínima de 160 horas.

Esta é uma ótima chance de ao mesmo tempo qualificar os trabalhadores, sem que eles tenham custos para isso, pois não pagarão pelos cursos de qualificação e poderão melhorar a qualidade da mão de obra.

As regras na verdade ainda não estão valendo para todos os estados, e a regulamentação da lei, ainda deverá ser feita pela presidente Dilma Rousseff.

Além destes cursos, toda vez que uma pessoa chegar ao posto de atendimento ao trabalhador, será oferecida uma vaga á ele na mesma função do registro em carteira, se a oferta for recusada mais de uma vez, a pessoa perderá o seu direito ao seguro desemprego.

Claro que as ofertas devem ser coerentes com a função e remuneração do antigo emprego, para que assim o funcionário possa não recusar.

Esta oferta de emprego poderá não acontecer quando a pessoa estiver fazendo um curso profissionalizante ou estiver doente.

Por isso este benefício cada vez mais se destina apenas á pessoas que precisam da renda, enquanto não trabalham, mas que estão tentando se colocar no mercado de trabalho mais uma vez, em busca de algo que realmente faça o trabalhador feliz e tenha um retorno financeiro.

Obviamente que a proposta de emprego deverá ser coerente com a qualificação e remuneração do desempregado e deve estar dentro da mesma Classificação Brasileira de Ocupação.


Você também pode gostar ...