Cálculo de férias proporcionais como fazer

2

Todo trabalhador com carteira de trabalho registrada tem direito a tirar férias. No entanto mesmo que o empregado não trabalhe em suas férias ele deve ser remunerado, sendo assim receberá o salário de um mês mais o valor de 1/3 do salário.

Vale lembrar que para tirar férias o trabalhador deve estar atuando na empresa por pelo menos 12 meses, não estando incluso o período de experiência do trabalhador.

Certas pessoas não sabem calcular o valor que deverá receber em suas férias, diante disso vamos expor alguns exemplos ao longo do artigo.

Férias proporcionais

Cálculo-de-férias-proporcionais

As férias devem ser concedidas ao trabalhador até 12 meses de serviço prestados após a vigência do contrato de trabalho de acordo com o Art. 137 da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas).

Caso o prazo para tirar férias seja ultrapassado o empregador deverá pagar a remuneração dobrada ao empregado. Cabe ao trabalhador entrar em contato com a justiça do trabalho para que as suas férias sejam dadas o quanto antes.

Entretanto o empregador deve ficar atento se o trabalhador está cumprindo com suas tarefas e horários de maneira correta, pois se ele faltou sem justificativa ou cometeu atrasos com frequência, os dias e horas serão descontados de suas férias. O direito normal de férias é de 30 dias, mas caso o trabalhador tenha faltado quatro dias, o período para descanso caíra para 26 dias.

Aqueles que deixarem de trabalhar por mais de 30 dias em razão de paralisação das atividades da empresa ou mesmo por estar recebendo prestações por acidente de trabalho perderá o direito as férias proporcionais trabalhistas.

Se preferir os trabalhadores podem dividir suas férias, exceto os menores de 18 anos e maiores de 50 anos.

Dicas para calcular suas férias proporcionais

Trabalhador aproveitando férias

A remuneração proporcional ao trabalhador é de um terço dos dias das férias mais o valor de um salário de um mês.

Então um trabalhador que recebe um total de R$ 700 de salário mensal deverá dividir esse valor por 3, o resultado será de R$ 233,33. O trabalhador iria receber então R$ 700 mais R$ 233,33, porém o governo desconta aproximadamente 11% de dedução ao INSS, neste caso o trabalhador receberá o valor de R$ 830,00 de férias remuneradas.

Trabalhista Férias direito e concessão

Deixe uma resposta

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui