Chuvas em Santa Catarina


As chuvas começaram fortes a partir do dia 6 de setembro de 2011, as fortes chuvas e enxurradas afetaram mais de 86 cidades do estado, sendo que 10 estão em calamidade e 86 em estado de emergência.

As cidades em calamidade são:
– Agronômica
– Aurora
– Brusque
– Ituporanga
– Laurentino
– Lontras
– Presidente Getúlio
– Rio do Oeste
– Rio do Sul
– Taió

Há pouco tempo atrás quem sofreu com estes problemas de chuvas foi o Rio de Janeiro, agora Santa Catarina já contou que mais de 978 mil pessoas de todo o estado foram afetadas, destas 162 mil estão desalojadas e 15 mil estão desabrigadas.

As chuvas causaram mortes em Guariroba, Itajaí e Laurentino, além dos 170 feridos em todo o estado. Assim as aulas estão suspensas e grandes partes das estradas estão com problemas. Mas segundo previsões as chuvas darão uma trégua neste final de semana (17 e 18) de setembro.

Isso é um alívio para as pessoas, é um tempo para que as águas possam abaixar, mas ainda muitas pessoas estão desabrigadas, por isso o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, lançou um projeto piloto que irá atender as defesas civis das localidades afetadas. Este projeto conta com cartões de crédito que deverão ser usados em casos de emergência, isso com a intenção de evitar a burocracia em casos de emergência e calamidade pública.

As chuvas deste mês representaram 75% á mais do que o mês inteiro em apenas 4 dias, mas a partir de agora as chuvas irão diminuir para que a população possa retornar a sua vida normal.

A Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) já está recebendo doações no Centro de Administração e Socioeconômicas (ESAG) no bairro Itacorubi em Florianópolis. Os alimentos que podem ser doados são alimentos não perecíveis dentro do prazo de validade, água, produtos de limpeza e higiene pessoal, que devem estar limpos e em bom estado de conservação. Colchões também podem ser doados.

A ESAG fica na Av. Madre Benvenuta, 2007 no Itacorubi em Florianópolis. Outras informações sobre as doações você poderá receber através do telefone (48)3321-8216. A Defesa Civil do estado ainda não pediu doações, pois isso faz com que eles tenham que disponibilizar pessoas e um local grande para recepção, mas quem desejar doar, poderá enviar para o endereço acima.

Confira os vídeos com repostagens