Como é feito um carro

Está desempregado?
Marketing por

Ter a oportunidade de ver a montagem de um carro de perto é algo muito bom, é tudo muito rápido, pintura, montagem e outras coisas que precisam ser feitas no veículo.

Todas as marcas de carros possuem diversas fábricas, cada uma possui uma quantidade de produção diária, tudo vai depender da demanda do comércio e de como está sendo a compra destes veículos.

Apesar dos modelos ficarem prontos em 1 minuto, são necessários dois anos para que ocorra o seu nascimento, isso porque primeiramente é preciso de um desenho que é feito em rascunhos que é feito com a equipe de engenharia de produto e manufatura, assim eles começam a estudar as estratégias para o desenvolvimento do veículo, levando em conta o tipo de uso, o perfil do comprador e até mesmo a faixa de preço estimada.

São muitas discussões, muitos desenhos feitos, até que as primeiras idéias se transformam em esboços, isso dá lugar aos desenhos técnicos, que são projetados em tamanho real para que as equipes possam ter a dimensão melhor de como será o conjunto, assim a discussão só termina quando há uma harmonia entre todas as partes.

No mesmo tempo que ocorre esta discussão existem outras discussões, onde são testadas as possibilidades de cores da carroçaria, textura das peças e os detalhes do acabamento, como o tipo de revestimento dos bancos, tom dos bancos e do carpete, material que forrará o teto, dentre outros. Assim somente quando o modelo passa a ter 70% de viabilidade para entrar em produção.

E mesmo assim mais cálculos e rabiscos acontecem, pois agora é o momento dos últimos critérios e especificações do produto que, nesta altura, deve estar com aproximadamente 95% concluído. Assim o projeto sai da tela do computador e ganha vida na forma de um protótipo três vezes menor do que o real, e feito em argila por artistas, neste momento são checados os equilíbrios entre as linhas, formas e proporções, tendo o início de desenvolvimento do protótipo em tamanho real, que também será feito em argila, porém a sua construção será com o auxílio de máquinas.

Depois das alterações necessárias, agora a atenção se vai para o processo de produção, porém a fabricação só começará quando o design estiver finalizado.

O primeiro passo é da estamparia, onde as chapas de aço formarão a estrutura do carro e são prensadas, repuxadas, cortadas, dobradas e furadas.

Segundo passo é a montagem da carroceria, onde o porta malas, portas e capôs são unidas e soldadas, depois são incorporados o assoalho, as laterais e o teto, assim o “esqueleto” do carro está pronto para receber a pintura.

Porém antes de receber a cor, a carroceria recebe um tratamento químico que protege o metal contra a corrosão, preparando assim a chapa para a pintura, assim enquanto as estruturas secam em estufas gigantes, no setor de mecânica são fabricados os componentes que vão no motor e na transmissão, porém boa parte das peças vem prontas dos fornecedores.

Na última etapa as portas são pintadas e recebem o acabamento interno, vidros, componentes elétricos e trincos, ao mesmo tempo outros funcionários são encarregados de equipar a carroceria com forrações, mantas acústicas, carpetes, painel de instrumentos, bancos, dentre outros.

Assim conforme o carro vai passeando pela esteira vão sendo incorporados a suspensão, as rodas, os pneus, os faróis, freio de mão e por fim o pára-choque e as portas.

No fim o veículo é testado por trechos de asfalto, que permite a identificação de ruídos ou vibrações irregulares, depois de prontos os ajustes um caminhão cegonha estaciona na saída da linha e recebe os carros novos que vão diretamente para as concessionárias de todo o país.

Está desempregado?
Marketing por