Como reciclar o lixo caseiro

Está desempregado?
Marketing por

O Brasil produz cerca de 228 mil toneladas de lixo por dia, isso contando somente para os lixos que vão para no lixão, sem contar com os que são jogados em terrenos baldios e na beira dos rios.

O lixo domiciliar equivale á um pouco mais que a metade desses 228 mil, considerando assim muito lixo. Mudar então essa quantidade de lixo irá mudar muita coisa em nosso meio ambiente e em nossa vida.

O mais importante no momento é começar a reciclar o lixo que tem mais dificuldade em decomposição, que é plástico, papelão, borracha, alumínio, dentre outros componentes.

O vidro é o componente que não se deteriora, tem tempo indeterminado para desaparecer do meio ambiente, por isso é muito importante a sua reciclagem em especial.

Em segundo lugar está os pneus que demoram cerca de 600 anos para se decompor, as fraldas descartáveis demoram 450 anos, tampas de garrafas 150, plástico 100 anos e assim por diante.

A maneira certa de descartar vidro, papel, plástico e metal é separar tudo em um mesmo recipiente para que os catadores de reciclagem possam pegar para vender aos locais que fazem a reciclagem destes materiais.

Essa pequena atitude faz com que menos lixo vá para o aterro sanitário e assim menos o solo fica prejudicado com o acúmulo de lixos que demoram para se decompor.

Os alimentos orgânicos, restos de comida, por exemplo, você também pode reutilizar, eles são ótimos adubos para as flores e plantas, mesmo que você não tenha uma horta em casa, os vasos de plantas gostam desses adubos.

Casca de tomate, de cebola, salada que está queimada e você não usa para comer, dentre outros alimentos orgânicos você poderá utilizar como adubo.

Desta forma você estará ajudando o meio ambiente e ainda ajudando outras pessoas á ganhar dinheiro, como é o caso dos catadores de reciclagem.

Está desempregado?
Marketing por