Curso técnico RJ para trabalhar no circo

Está desempregado?
Marketing por

O mercado circense está em alta no Brasil, e segundo o MEC esta é a única escola no país que oferece curso para pessoas que desejar trabalhar com isso.

A escola se chama Escola Nacional de Circo (ENC) e está prestes á completar 30 anos, pois foi fundada no ano de 1982, e desde então tem atraído a atenção de jovens e adultos de todo o país.

Os interessados no curso precisaram fazer um concurso e ter conhecimentos básicos em ginástica de solo, trapézio, malabarismo, equilíbrio e muita preparação física. Assim após fazer o curso o profissional se forma em arte circense e pode atuar como artista e responsável pela estrutura e funcionamento de um circo, supervisionando a montagem e manutenção dos equipamentos.

Este profissional também desenvolve e apóia atividades ligadas á criação de números, espetáculos e equipamentos circenses. Também zela pelas condições e segurança dos artistas e espectadores, viabilidade técnica e produção e divulgação do espetáculo.

Os profissionais formados por este curso podem atuar em diferentes ramos como circos, picadeiros e espaços alternativos de interação social, lazer e cultura, casas de espetáculo, festas, eventos e instituições públicas ou provadas.

Dependendo da pessoa e do seu desenvolvimento no curso ele poderá até mesmo fazer parte da direção e venda de shows. Atualmente a faixa etária das pessoas que estão procurando o curso é de 16 á 40 anos, porém jovens a partir de 14 anos já podem fazer a prova para ingressar no curso.

Para poder concluir o curso é necessário 300h de estágio e apresentar um número individual e outro coletivo que serão analisados. Um profissional desta área recebe entre R$150,00 e R$200,00 por final de semana, mas esse valor poderá ser reduzido conforme a comissão paga aos agenciadores, já na Europa e nos EUA o salário está em torno de US$2 mil mais benefícios.

Para os interessados em saber mais sobre o curso precisa apenas acessar o site www.funarte.gov.br/escola-nacional-de-circo-2.

Está desempregado?
Marketing por