Divórcio com filhos

2
Menina triste
Quando o casal tem um filho juntos cabe aos dois conversar e explicar o motivo do divórcio.

O divórcio é um momento muito difícil na vida de um casal, pois muitas vezes acabam saindo do relacionamento com mágoas e desiludidos para se envolver com outra pessoa.

A separação, normalmente, acontece por diversos motivos como incompatibilidade de gênio, infidelidade, discussões frequentes ou até mesmo por um dos parceiros terem se afastados e não estar demonstrando carinho.

No entanto, o término de uma relação é mais frustrante quando se tem filhos pequenos, pois, geralmente, eles sofrem muito e ficam abalados.

Como contar para os filhos sobre o divórcio?

Menino tristeQuando o casal tem um filho juntos cabe aos dois conversar e explicar com cautela o motivo, porém, os pais não precisam contar os detalhes, basta falar que o casal está se afastando, contudo, o filho sempre vai ter a presença dos dois por perto.

Há diversas maneiras de explicar para os filhos que o casal vai se desunir, porém algumas crianças precisam do apoio de um psicólogo para que possa acompanhar o estado emocional e auxiliar os pais sobre o que fazer para não deixar o filho abalado, pois as crianças podem ficar desmotivadas para certos assuntos como brincar, ir ao colégio e se divertir com os amigos.

A ajuda de um profissional também é indicada quando o filho não aceita de maneira alguma a separação dos pais, fazendo birra e tratando mal os pais, o que pode prejudicá-lo em seus relacionamentos futuros.

Filhos adultos

Casal tristeJá com os filhos maiores de idade não há tantos problemas, normalmente, eles apenas desejam o melhor para os pais, e entendem que os mesmos não se amam mais e precisam se distanciar.

Em certos casos os casais saem de um casamento e têm uma relação amigável, conversas normais e mantêm contato, porém em outras situações os casais cortam os laços de amizade.

É comum um dos parceiros não aceitar o divórcio e acabam envolvendo amigos, familiares e, principalmente, os filhos pequenos em uma tentativa de reconciliação, mas é necessário evitar que os filhos participem ainda mais desse assunto, afinal cabe aos pais acertarem suas controvérsias.

Deixe uma resposta

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui