Doenças mentais mais comuns no Brasil

0

As doenças mentais podem acometer qualquer pessoa, e elas estão se tornando muito mais comum, isso por causa da rotina estressante e da falta de tempo para se fazer as coisas que gosta.

Em algum momento da vida todas as pessoas passam por um transtorno, onde transtorno na verdade significa um desarranjo, uma desordem neurológica, onde acontece porque nosso cérebro não acompanha todas as coisas que acontecem em nossa vida.

São muitas informações que recebermos, e muitas vezes o emocional entra em conflito com a razão. No mundo mais de 20% da população sofre de transtornos mentais, e no Brasil houve uma reforma com relação á saúde destes pacientes.

No Brasil evita-se a internação em hospitais psiquiátricos, pois muitas vezes não é necessário, sendo necessário apenas alguns meses de tratamento com psicólogo e alguns medicamentos. Por isso surgiram os Caps (Centros de Atenção Psicossocial) que atendem mais de 1.620 pessoas em todo o nosso país.

Existem algumas que são mais comuns, por isso confira quais são e qual a forma de tratamento.

-Depressão: A pessoa tem um sentimento de tristeza profunda, intensa e persistente, a incidência é de 6 á 10% da população e o tratamento é feito através de uso de medicamentos e que pode ser complementado á base de psicoterapias.

-Distúrbio de ansiedade generalizado: Nervosismo e preocupações intensas, duradouras e freqüentes estando permanente pelo menos nos últimos 6 meses o tratamento é feito através de medicamentos ansiolíticos e psicoterapia.

-Distúrbio do pânico: Ansiedade extrema com sintomas físicos como: dores no peito, falta de ar e agitações e sudorese. Pode ser tratado sem medicamentos em casos mais leves, mas em casos mais graves é preciso o uso de medicamentos e terapia.

-Transtorno bipolar: Episódios de depressão alternados com episódios de exaltação e euforia, o tratamento constitui apenas de medicamentos que são antidepressivos e estabilizadores do humor.

-Esquizofrenia: perda de contato com a realidade, delírios e alucinações acompanhados de alterações no desempenho e motivação diminuída, este é o caso mais grave e o tratamento é feito através de medicamentos fortes, psicoterapia e atividades de apoio comunitário. Mas é considerada rara atingindo apenas 1% da população.

A mulher tem maior incidência em desenvolver transtornos mentais, por isso é muito importante ficar atento aos sinais e sintomas para que você possa procurar ajuda o quanto antes, para que assim seja resolvido o problema.

Deixe uma resposta

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui