Dores no peito o que pode ser


As dores no peito podem ter origens do sistema cardiovascular (infarto), respiratório (embolia pulmonar) e digestivo (refluxo, gases, gastrite ou úlcera).

No entanto os sintomas podem ser confundidos com outras doenças, sendo indicado consultar-se com um médico especialista no assunto para realizar o diagnóstico correto.

Os sintomas costumam apresentar-se em crises de angina do peito como, por exemplo, uma pressão, queimação e aperto na região central do tórax. Esta dor costuma deixar o paciente assustado.

O que pode causar a dor no peito?

Mulher-com-sintomas-de-infarto

A dor no peito pode ser causada por uma série de fatores tais como a ansiedade, depressão, síndrome do pânico e o estresse.

Quando o sangue que passa pelas artérias diminui resulta na angina, mas é necessário buscar um tratamento médico rapidamente, pois este sintoma pode provocar até mesmo o infarto no miocárdio.

Como evitar a dor no peito?

Idosos fazendo exercícios físicos

A dor no peito pode ser evitada através de alguns hábitos saudáveis, portanto é recomendado consumir frutas, verduras, legumes e evitar alimentos gordurosos, refrigerante, excesso de sal nas refeições, dentre outros alimentos que trazem inúmeros malefícios ao paciente.

Outra medida para evitar a dor no peito é a prática de exercícios físicos com frequência, as pessoas que tendem a desenvolver o problema devem procurar realizar atividade física diária como, por exemplo, caminhar, correr, andar de bicicleta ou mesmo fazer academia.

Antes de fazer atividade física é recomendado inspirar e expirar devagar. Inspire pelo nariz e expire pela boca.

Dê prioridade a atividades que lhe distraia como a leitura, acessar a internet, assistir filmes, dentre outras.

Vale lembrar que o ar fresco também é indicado para este tratamento e age como um remédio natural.

Além de adotar estas medidas é necessário seguir corretamente o tratamento indicado pelo seu médico.

Primeiros Socorros: Infarto

Você sabe o que fazer em caso de infarto? Então confira no vídeo abaixo algumas orientações de primeiros socorros que podem ser feitas no paciente que apresentar infarto.