Empréstimo ou financiamento qual fazer?

3

Para que possamos entender se Empréstimo ou financiamento é melhor para você, é preciso que entendamos a definição e o que é cada um deles.

Empréstimo

O empréstimo é uma espécie de dívida, é na maioria das vezes um contrato de empréstimo, que pode ser com um banco ou com uma agência credenciada.

No empréstimo está estipulado o começo e o fim do serviço. Porém este prazo é determinado entre as partes, e o devedor receberá o empréstimo após a assinatura.

Então basicamente é assim, você assina um contrato, recebe o dinheiro, compra o que você deseja, e vai pagando conforme o prazo e o valor estipulado no contrato.

Financiamento

O financiamento deve ser feito com o banco ou com uma financiadora, que fornece recursos para outra parte que está sendo financiada. A financiadora pode ou não cobrar juros, porém na maioria dos casos se cobra, sobre o valor financiado de acordo com o valor e o tempo de pagamento.

Desvantagem

No empréstimo a desvantagem é que dependendo da modalidade que você escolher os juros são muito alto. Principalmente o empréstimo pessoal, que na verdade é a sensação do momento.

No financiamento a desvantagem é que ocorre uma alienação fiduciária do veículo, que é dado como garantia.

Dicas – Empréstimo ou financiamento

Financiar um carro é algo bem complicado, mas uma dívida adotada por grande parte dos brasileiros.

Hoje um veículo novo perde de 15 á 20% do seu valor logo que sai da loja. A cada ano ele perde mais aproximadamente de 5 á 20%. Por isso um financiamento de 60 vezes para cima, fará com que o consumidor pague um veículo que na verdade não tem o mesmo valor do financiado.

Além disso, a taxa de juros para 60,72 e 80 vezes é a mesma, você só estará prolongando o prazo de pagamento, ou melhor, prolongando a sua dívida.

Durante 60 meses (5 anos), o carro vai desvalorizando, dependendo do ano dele. A necessidade de manutenção vai aumentando, com isso aumenta os seus gastos também.

O que você precisa fazer é pegar todas as suas pesquisas, com os juros e os prazos e colocar numa folha, deixando tudo na ponta do lápis para que você possa ver o que mais compensa pra você.

Isso porque dependendo do mês algumas financiadoras fazem ótimas oportunidades de juros, outras vezes não.

Na verdade o mais correto seria todos os meses pegar este dinheiro que iria para o financiamento ou para o empréstimo e guardar em uma poupança. Que rende juros mínimo de 0,5% ao mês ou fazer um investimento. Assim ao final de 60 meses você teria muito mais do que o dinheiro que você necessitava.

Porém sabemos que existem momentos de apertos, e há a necessidade de emprestar, ou há a necessidade de ter um carro, e nestes casos não tem jeito, o melhor é pesquisar.

Deixe uma resposta

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui