Incontinência Urinária sintomas e tratamento


Mulheres crianças e idosos sofrem com o problema de incontinência urinária, isso atinge cerca de 5% de toda a população, parece um número baixo, mas é um número que precisa de atenção pois é algo constrangedor e que pode causar outros problemas como a infecção urinária por exemplo.

Incontinência urinária é a perda involuntária de urina, que pode acontecer em momentos de esforços ou sem que você perceba.

Principais causas

• Genética
• Obesidade
• Gravidez e parto normal
• Doença chamada bexiga hiperativa
• Câncer de próstata

Este distúrbio acontece duas vezes mais nas mulheres, isso por causa da anatomia dos músculos do assoalho pélvico delas, independentemente da idade, porém é mais comum em mulheres mais velhas. Já nos homens acontece mais após a operação de próstata.

Perder xixi não é normal, mas muitas vezes por vergonha e falta de orientação as pessoas deixam isso de lado, e passam a usar fraldas ou absorventes diariamente, porém isso diminui e muito a qualidade de vida das pessoas.

O que é assoalho pélvico?

O nosso corpo tem muitos músculos, cada um tem uma função. O assoalho pélvico é um grupo de músculos de controle voluntário, ou seja, você tem a capacidade de contrair ele quando desejar, ele se localiza na porção inferior da bacia, exatamente entre as coxas.

Este músculo nasce no osso púbico, região baixa do abdômen, passa pelas paredes laterais dos ossos da bacia e vai até o cóccix, aquele osso que separa as nossas nádegas. A função dele é sustentar os órgãos internos e proporcionar o correto funcionamento da uretra e do reto, para isso ela precisa das válvulas de fechamento conhecidas como enfíncteres, que circunda a vagina, a uretra e o ânus.

Quando esta rede de músculo está frouxa ou pouco fortalecida, poderá ocorrer vazamento involuntário da bexiga ou até mesmo do reto, por isso é importante fazer exercícios até mesmo para estes músculos, que são diariamente esquecidos por nós.

Tratamento

Para você saber qual será o melhor tratamento você precisará passar primeiramente em um médico urologista, ele é especializado para o caso. O tratamento poderá ser cirúrgico e ou fisioterapeutico.

Existem sim casos, onde somente com o fortalecimento do assoalho pélvico, você consegue melhorar o quadro, porém a bexiga precisa estar preservada, por isso é importante os exames e uma avaliação médica.

Caso o quadro esteja mais grávida poderá ser feita a cirurgia, onde será colocada uma espécie de rede na bexiga e posteriormente você dera ser encaminhada á fisioterapia para que você possa fazer o fortalecimento do assoalho pélvico.