Miss Universo 2011


A nova Miss é uma angolana de 25 anos, Leila Lopes, que ultrapassou 88 concorrentes e venceu o concurso de Miss Universo que acabou nesta segunda-feira (12) em São Paulo. Ela é a primeira angolana á conquistar este título e mulher mais bonita do mundo.

A representante do Brasil, Priscila Machado de 25 anos ficou em terceiro lugar, atrás da Ucrânia, Olesya Stefanko de 21 anos que ficou em segundo lugar.

Foi a primeira vez que este evento passou no Brasil, a rede de TV Band e a Terra estavam cubrindo ao vivo a 60ª edição deste evento. No início eram 89 participantes que entraram no palco do Credcard Hall de São Paulo, mas logo foram selecionadas apenas 15 para a grande final.

As 15 finalistas foram:

• França
• Kosovo
• Colômbia
• China
• Angola
• Austrália
• Porto Rico
• Brasil
• Holanda
• Ucrânia
• Panamá
• Portugual
• Filipinas
• EUA
• Venezuela
• Costa Rica

Destas apenas 10 desfilaram de biquíni para que fosse escolhido então a Miss Universo de 2011. E a escolha dependeu dos jurados, sendo eles: Amélia Veja miss universo 2003, Helio Castro Neves piloto brasileiro de fórmula Indy, Isabeli Fontana modelo brasileira, Connie Chung apresentadora de TV americana, Vivica Fox atriz americana, Adrienne Maloof empresária americana, Lea Salonga Atriz filipina, Farouk Shami empresário americano e Ítalo Zanzi secretário americano geral da CONCACAF (Confederação de Futebol da América do Norte, Central e Caribe).

E assim eles escolheram a bela angolana que ficou muito feliz e disse que o motivo de ter vencido o concurso foi a qualidade do seu sorriso que consegue contagiar as pessoas, isso de acordo com que os amigos dela diz. Afirmou também que tentou ser a pessoas mais alegre, independentemente de ter problemas e de estar em uma competição.

Leila disse que sua maior dificuldade foi a timidez, nunca se imaginou ser Miss, mas falou para si mesma que conseguiria e acreditou nisso. Ela é conhecida em seu país como “diamante negro” e disse que vai usar a sua beleza e o seu título de miss para lutar por questões sociais do seu país, como contra a AIDS que é o principal projeto em Angola.