Nervo ciático inflamado tratamento


Pode parecer estranho, mas as dores do nervo ciático são muito comuns e sempre encontramos pessoas que já sofreram com as dores nas costas e nas pernas, se vendo obrigado a ficar em repouso por alguns dias.

Estudos e pesquisas apontam que cerca de 90% da população já sofre ou ainda terá esse problema em alguma etapa da vida. Então comece a reparar melhor na sua postura e peso, pois esses são os dois principais fatores que contribuem para o nervo ciático inflamado.

Nervo ciático inflamado

Quando saber que é dor no ciático?

Normalmente a dor é como uma queimação ou pontada que em alguns casos pode ser gradual, piorando o quadro durante a noite agravada pelos movimentos. As dores no nervo ciático podem causar formigamento, baixa sensibilidade na região ou fraqueza.

A fraqueza é nos músculos que são afetados como a perna por exemplo, onde o paciente também pode sentir dor intensa na região ou até mesmo fisgadas que doem e incomodam muito na hora de realizar os movimentos.

Tratamentos para dor no nervo ciático inflamado

Pilates

Inicialmente o tratamento é iniciado com analgésicos e anti-inflamatórios que para os casos mais leves podem apresentar melhora significativa. Outras alternativas são a acupuntura que tem apresentado ótimos resultado e também o trabalho com RPG.

Mais além de todas essas formas preventivas o paciente deve levar uma vida mais saudável evitando o excesso de peso, praticar atividades físicas para fortalecer os músculos e principalmente corrigir a postura que pode ser um excelente tratamento e prevenção.

Porque o nervo ciático inflamado incomoda tanto

Assista ao vídeo abaixo e entenda melhor sobre os incômodos que esse problema pode causar na sua rotina e dia a dia.

Cuidado com as sobrecargas

Muitos casos o nervo ciático inflamado é decorrente do excesso de peso ou sobrecargas. Isso acontece porque os discos intervertebrais se submetem a tamanho esforço, além de acontecer a sobrecarga dos ligamentos exige muito da musculatura paravertebral também.

Para que o problema seja descoberto não há muito exames a serem realizados, basicamente a observação de sinais clínicos. Caso tenha sentido dores constantes procure imediatamente um médico para que ele realize os exames clínicos.