Novas regras para compensar cheques


Muitas pessoas trabalham com cheques, isso facilita muito a vida, principalmente nos dias em que você está sem dinheiro para comprar algo. Elas podem ser usados no lugar do dinheiro e do cartão de crédito.

Mas apesar de ele substituir o dinheiro algumas empresas não aceitam o pagamento com esta via, isso porque muitas pessoas deixam as suas contas sem dinheiro e dão o cheque a fim de ter mais tempo para pagar ou até mesmo não pagar, esta é a desvantagem em receber cheques.

Mas agora os cheques de até R$299,99 poderão ser de dois dias para compensar, esta regra passou a valar a partir do dia 19 de julho de 2011 em um acordo feito pela FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos).

Para os cheques com valor acima de R$300,00 o tempo de compensação passa a ser de um dia, sabendo que antes era de dois dias. O projeto para esta alteração vem sendo feito desde 2009 e só agora entra em vigor.

A vantagem disso é que este prazo será nacional, ou seja, as leis municipais ou regionais passam a ser canceladas a partir deste momento, isso porque em locais de difícil acesso os cheques podiam demorar até 20 dias úteis para serem compensados.

Ou vantagem é que a compensação digital por imagem contribui bastante para a segurança, isso porque evita que o cheque tenha um trajeto físico, o que aumenta as suas chances de ser clonado, extraviado, perdido, dentre outras coisas que poderá acontecer com a folha do cheque.

Neste processo de compensação por imagem um banco captura informações do cheque por meio de um código de barras e imagem do cheque, encaminha estes dados escaneado para o Banco do Brasil em um único arquivo, o Banco do Brasil faz o processamento deste arquivo e encaminha para o banco de origem, assim o cheque físico fica no banco que captura a imagem. Então agora são mais vantagens e mais segurança na hora de compensar os cheques.