Novo sistema de cobrança de luz

Está desempregado?
Marketing por

Nesta terça-feira 22 de novembro, a diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou um novo sistema de cobrança de tarifa, esta medida deverá entrar em vigor dentro dos próximos dois anos.

Este novo sistema será opcional e depende do desenvolvimento dos medidores eletrônicos de energia, pois o novo sistema irá estabelecer preços de energia específico de acordo com cada horário.

Isso foi implantado pois hoje o consumidor paga uma tarifa única independentemente do período do dia, assim ele poderá agora optar pelo plano que prevê a energia mais barata nos horários de menor demanda.

Através deste novo sistema cada distribuidora terá que definir três horas, entre ás 17h e 22h, para que o consumo de energia seja mais caro, neste horário de pico a energia custará cinco vezes mais do que o horário de baixo consumo, como de madrugada, por exemplo, e três vezes mais do que o horário intermediário, que é o restante do dia.

Esta mudança será bem vantajosa para as pessoas que tem a flexibilidade de horário, podendo assim mudar os seus hábitos de consumo, passando-os para o período de menor custo da energia, o que com certeza irá apresentar uma queda na fatura da sua conta de luz.

A conta de luz não ficará mais cara para os consumidores que não podem consumir energia em outros horários, ou seja, não tem flexibilidade de horário, ainda mais sabendo que os consumidores terão a opção de manter a modalidade convencional.

Em 2013 serão feitas simulações dos valores das tarifas e os resultados serão divulgados pela Aneel, para que o consumidor conheça o novo sistema e possa averiguar qual será mais vantajoso para ele, assim poderá ou não aderir o novo sistema.

A nova modalidade por ser opcional, não contará com a exclusão da cobrança de iluminação pública, nem mesmo para o mercado de baixa renda, assim o sistema entrará em vigor no ano de 2014.

Os medidores desta energia ainda estão em desenvolvimento no país, porém eles serão chamados de medidores inteligentes, além disso, de acordo com a Anel será criada uma “bandeira tarifária” esta terá as cores, verde, amarela e vermelha, pois isso irá identificar e alertar para toda a sociedade sobre os curtos de geração de energia sobre o longo do tempo, assim quando foi anunciada a bandeira verde, isso indicará custos baixos para gerar a energia que chega ao consumidor.

Está desempregado?
Marketing por