Novo sistema de cotas nas universidades públicas

3


Novo sistema de cotas.
Presidente Dilma sanciona novo sistema de cotas nas universidades.

O novo sistema de cotas em universidades públicas ou privadas são as vagas reservadas para os grupos específicos classificados por etnias como indígenas e negros, onde dentro dessas vagas concorrem entre os demais candidatos da mesma etnia.

Porém além dos indígenas e dos negros, os estudantes de escolas públicas também esperavam por algumas mudanças quanto ao sistema de cotas nas universidades, pois de certa forma acabam se sentindo prejudicados pela desigualdade na concorrência.

Mas foi na última quarta-feira (dia 29) que a então presidente Dilma Rousseff sancionou com apenas um veto a lei na qual determina 50% das vagas em universidades federais para os estudantes que vêm das escolas públicas de todo o país.

Aprovação do senado sobre o novo sistema de cotas

Especificações da lei do novo sistema de cotas

Dilma assinando a sanção do novo sistema de cotas.

De acordo com o que está previsto em lei, metade das vagas serão de ampla concorrência já a outra parte será destinada para o critério de cor, renda familiar e rede de ensino, tendo as universidades aproximadamente quatro anos para se adaptar às mudanças, já que atualmente não existe cota social em 27 das 59 universidades federais.

O novo sistema de cotas raciais será diferente em cada universidade ou instituto da rede federal, onde os estudantes negros, índios e pardos terão um número de vagas reservadas no qual será definida com base no censo do IBGE de 2010 na unidade de federação em que se encontra a universidade ou instituição.

As vagas restantes serão divididas entre os alunos que frequentaram o ensino médio em escolas públicas, onde pelo menos metade da cota ou então 25% do total de vagas serão destinadas aos estudantes que além de ter estudado nas escolas públicas se enquadram no quadro de renda familiar que deve ser igual ou inferior a um salário mínimo e meio por pessoa.

Declaração de Dilma sobre o novo sistema de cotas

A cerimônia de sanção que foi fechada para a imprensa Dilma afirmou que o Brasil tem pela frente um duplo desafio, que é democratizar o acesso as universidades além de manter um alto nível de ensino e a meritocracia.

Dilma então deu a seguinte declaração: “O Brasil precisa fazer face frente a esses dois desafios, não apenas um. Nada adianta manter uma universidade fechada e manter a população afastada em nome da meritocracia. De nada adianta abrir a universidade e não preservar a meritocracia.”

Contudo os alunos tendem a esperar a adequação das novas regras para que assim possam ter a igualdade de concorrer entre si nas universidades, dentro das novas regras estabelecidas.



Deixe uma resposta