O que é um asteróide?


Existem mais de 20 mil asteróides conhecidos, eles são corpos pequenos e rochosos que orbitam o Sol. Eles possuem uma forma irregular e têm diversos tamanhos que podem variar de um raio de 1 quilometro á centenas de quilômetros.

Sabemos que os asteróides giram em períodos de 3 a 30 dias, porém de acordo com revelações cientistas ainda se sabe muito pouco sobre estes objetos espaciais. Eles são muito grandes a ponto de atrapalhar a gravidade de Marte ou Júpiter, por isso é difícil fazer o cálculo de quanto vale a sua massa.

Classificação

Os asteróides são classificados de acordo com a examinação dos espectros de luz que refletem nestes objetos, por isso eles podem ser:

• C: escuro, provavelmente contém carbono;
• S: Duas vezes mais brilhante que o C, provavelmente feito de ferro rochoso;
• M: semelhante aos meteoritos de ferro;
• P e D: pouco brilho e avermelhado;

Origem

Eles podem ter duas origens diferentes, podendo ser de destroços resultantes da nebulosa original que deu origem ao universo e que não se compactaram ou por resquícios de um planeta fragmentado por problemas gravitacionais.

Por isso acredita-se que os asteróides são restos dos planetesimais, pedaços antigos do sistema solar que se formaram entre Marte e Júpter, outros planeterimais se transformaram em planetas, mas foram quebrados em fragmentos por causa da imensa gravidade de Júpiter.

De acordo com notícias, hoje 08 de outubro, aproximadamente ás 21h28 (horário de Brasília) o asteróide 2005 YU55, passará perto da Terra com o seu corpo celeste á menos de 325 quilômetros da Terra, esta distância é menor da que a Lua com relação á Terra.

Esta é a maior aproximação em toda a história, mas é importante ficar bem claro que ele não irá bater na Terra, pelo menos não de acordo com os cálculos da NASA.