O que fazer com a pressão alta na gravidez

Está desempregado?
Marketing por

Quando você descobre uma gravidez você não pode esperar muito tempo para procurar um médico, pois este ita te orientar quanto aos medicamentos que deverão ser ingeridos para uma boa formação do feto.

Além disso, alguns exames são de extrema importância para que possa ser diagnosticada a saúde da mãe e a do bebê também. Isso porque diabetes gestacional e eclampsia (como é chamada a pressão alta na gestação) são bastante comuns nos dias atuais.

Por serem comuns devem ser controladas, pois as duas podem causar danos á saúde do bebê, o que nenhuma mãe deseja. Por isso os exames são de grande importância, pois com o aumento da pressão associado á perda de proteínas através da urina, precisa ser tratado.

A pressão arterial deve ser medida em todas as consultas, principalmente após a 20ª semana de gestação, a pressão alta é considerada quando os níveis de pressão são maiores que 140/90 (14 por 9).

Causas

É um conjunto de problemas que gera a eclampsia, ela não é gerada por um único problema, podemos destacar a genética, sedentarismo, excesso de sal e principalmente os hábitos alimentares.

Quando se preocupar?

Desde quando se descobre a pré-eclâmpsia é preciso tomar cuidado para que ela não piore, alguns alertas como dores abdominais, inchaço no corpo todo indicam que a mãe precisa de cuidados médicos com urgência.

Como tratar

Como o principal fator determinante é a alimentação, será necessário se alimentar de forma correta, controla e rica em ácido fólico, com nada ou muito pouco de sal, tudo orientado pelo médico.

Se a pressão arterial não for controlada desta forma o médico poderá entrar com medicamentos, o que não é bom. Para as mulheres que desenvolveram a pressão alta somente na gravidez, dentro de 6 meses após o parto ela já terá seus parâmetros voltados ao normal.

Está desempregado?
Marketing por