O que foi a Semana da Arte Moderna no Brasil

35


O que foi a Semana da Arte Moderna
Os modernistas foram duramente criticados

semana da arte moderna também pode ser chamada de Semana de 22, ocorreu em São Paulo no ano de 1922, nos dias 11 a 18 de fevereiro no Teatro Municipal da cidade. Todo este evento foi idealizado pelo artístico e cultural pintor chamado Di Cavalcanti.

O objetivo desta semana era mostrar as novas tendências que já estavam vigorando na Europa. Estas novas formas de expressão não foram compreendidas pela elite paulista, que era muito influenciada pelas formas estéticas da Europa mais conservadoras.

Arte moderna

Intelectuais brasileiros se viram em um momento em que precisavam abandonar os valores estéticos antigos, ainda apreciados em nosso país, para dar lugar a um novo estilo completamente oposto, do qual não se sabia qual seria o rumo certo a ser seguido.

No Brasil houve um grande descontentamento com o estilo anterior, que foi bastante explorado na literatura, com ênfase na poesia, assim escritores modernistas como Oswald de Andrade, Guilherme Almeida e Manuel Bandeira se destacaram. Na pintura também houve destaques, como Anita Malfatti que foi a primeira pintora a realizar uma exposição modernista no ano de 1917.

As suas obras eram influenciadas pelo expressionismo, cubismo e futurismo. É claro que não faltaram críticos, Monteiro Lobato, não poupou as suas críticas à pintora, mas este acontecimento foi a peça chave para a realização da Semana da Arte Moderna.

Semana de Arte Moderna

Como dito, a semana da arte moderna foi realizada em fevereiro do ano de 1922, contou com uma explosão de ideias que aboliam a perfeição estética tão apreciada no século XIX, pois os artistas brasileiros buscavam identidade própria e a sua liberdade de expressão e por isso experimentavam diferentes caminhos sem definir nenhum padrão.

Na abertura, Manuel Bandeira apresenta o seu poema “Sapos” que foi desaprovado pela plateia, vaiado e criticado.

Assim o movimento modernista continuou a crescer, contando com divulgações na Revista Antropofágica e também apareceu nos movimentos do Pau-Brasil, Grupo da Anta, Verde-Amarelismo e pelo movimento Antropofágico.

Somente com os anos o modernismo se estabeleceu e foi aceito, com isso concluímos que nem tudo que é novo é aceito, mas precisa de tempo para mostrar as suas reais propostas.



Deixe uma resposta