O que pode ser a pele avermelhada?

3

Muitas pessoas sofrem com a pele avermelhada na qual pode ser desencadeada por diversos motivos como calor excessivo, baixas temperaturas, durante as atividades físicas enfim, essa doença recebe o nome de rosácea na qual pode afetar homens ou mulheres.

A rosácea é uma doença crônica vascular inflamatória que é caracterizada por vasos finos e vermelhos podendo se expandir para a testa, queixo, nariz e bochecha afetando os adultos com idade entre 30 e 50 anos, nas mulheres de maneira mais sensível.

Quais as causas da rosácea – pele avermelhada

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia vários fatores podem estar relacionados a esse fenômeno como:

– Alterações hormonais e emocionais.
– Mudanças bruscas de temperatura.
– Predisposição genética.
– Uso de bebidas em geral.
– Exposição solar.
– Ingestão de alimentos muito quentes.

Sintomas da rosácea

Os sintomas acabam variando de pessoa para pessoa já que eles são de acordo com o grau de evolução da doença, por isso todos devem ficar atentos a qualquer uma das situações descritas acima sobre as causas do problema.

Uma das primeiras manifestações da doença é a ruborização fácil e passageira, com o passar do tempo o quadro acaba evoluindo para uma vermelhidão mais progressiva e no centro do rosto que acaba não regredindo sendo associada às crises de calor e ardência.

Quando essas áreas passam a ficar avermelhadas acaba ocorrendo um aumento nos vasos sanguíneos que se parecem com teia de aranha.

Essas lesões inflamatórias se diferenciam daquelas que são provocadas por acne já que não apresentam pontos pretos.

Em casos mais graves a pele acaba ficando mais espessa e aparecem nódulos inflamatórios que podem acabar aumentando o tamanho do nariz.

Fazendo com que fique com um aspecto bulboso e disforme, esses sintomas se caracterizam por rinofima sendo uma complicação que afeta mais os homens.

Tratamentos para a rosácea – pele avermelhada

A desordem crônica da rosácea ainda não tem uma cura definitiva, mas o tratamento é indicado de acordo com o grau de evolução em cada um dos pacientes para assim conter o problema ao máximo possível.

O tratamento pode ser feito local, sistêmico com o uso de antibióticos oral ou até mesmo uma cirurgia a laser.

Onde o médico é quem vai lhe propor o melhor tratamento com base na evolução do seu problema de modo que seja eficiente o bastante.

Portanto no caso de dúvidas ou o surgimento de qualquer sintoma. Procure imediatamente um médico dermatologista para que exames sejam feitos a fim de diagnosticar o problema propondo-lhe soluções.

5 dicas infalíveis para acabar com a insônia

Deixe uma resposta

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui