UTILIDADE PÚBLICA! Saiba como surgiu o SERTANEJO!

50


Nesse artigo iremos falar sobre o sertanejo raiz e o sertanejo universitário, dois estilos da “mesma vertente” só que totalmente diferentes!

Sertanejo raiz é o nome denominado para a famosa e tradicional “música caipira” interpretada por duplas consagradas que até hoje são reverenciadas pelo público e pela crítica!

Entretanto, aqui iremos falar tudo sobre como surgiu o Sertanejo Raiz (Música Caipira) e como surgiu o Sertanejo Universitário, se você quer saber de onde veio tanta força a um estilo que no início sofria preconceitos e hoje é o mais forte do Brasil, confira abaixo!

Sertanejo Raiz

O sertanejo raiz é tradicionalmente tocado somente por “ uma viola e um violão” era assim que os “caipiras” se reuniam para tocar suas músicas cotidianas!

Contudo, geralmente essas pessoas eram colonos, e sempre depois de seus trabalhos, especificamente na hora do almoço e a noite, se reuniam em rodas para cantar suas músicas que hoje são denominadas de “moda de viola”!

Porém, uma curiosidade bastante grande é que a moda de viola é somente tocada por “ uma viola, fazendo escalas duetadas”!

Começo das gravações!

Cornélio Pires era um artista bastante famoso na época, se tem uma pessoa que foi um grande pilar no sertanejo foi ele, ele escrevia livros e composições, era uma pessoa estudada, só que sua obra era totalmente caipira, ele gostava dessa simplicidade das pessoas do sitio!

Cornélio tinha um grande sonho de ter uma gravadora, viajou para o exterior a procura de algum selo de gravadora para começar a gravar os cantores da época! Porém, dessa forma, não teve sucesso nenhum!

Quando voltou para o Brasil, Cornélio montou sua gravadora independente! Ali fez suas primeiras gravações!

As primeiras gravações do sertanejo raiz!

Em 1929 Cornélio gravou sua primeira leva de discos, foram 6 discos diferentes ao total de 30 mil, eram todos com narrações de livros, causos caipiras e arte do tipo! A segunda demanda de gravações foram 5 discos diferentes e em um deles estava a primeira gravação musical caipira!

A música se chamava “Jorginho do Sertão – Mariano e Caçula”, foi um sucesso na época, todos gostaram da novidade!

Contudo, depois mais gravações foram feitas e novas duplas surgiram, duplas como Tonico e Tinoco, Alvarenga e Ranchinho, Pedro Bento e Zé da Estrada, Raul Torres e Florêncio entre tantas outras duplas consagradas!

Uma curiosidade é que antigamente a música caipira era cantada por várias vozes, porém, assim, que a gravadora chegou tiveram que encurtar as vozes e ficaram somente a 1ª e 2ª voz, que até hoje são executadas pelas novas duplas sertanejas!

Gravações do sertanejo caipira – Ritmo!

A música sertaneja sofreu várias alterações, antigamente, logo nas primeiras duplas, podiam se ver, uma viola, violão, pandeiro e sanfona!

Conforme os anos foram passando, foi-se alterando a forma de tocar o sertanejo raiz, e então os gravadores começaram a colocar “sinfonia” na música sertaneja!

Dessa forma, duplas como Joaquim e Manoel que cantam a “Boate Azul” foram um dos pioneiros a adotar esse novo estilo, que fez grande sucesso na época e ainda faz!

Tecnologias e mudança da música sertaneja raiz

Chitãozinho e Xororó e Milionário e Jose Rico, foram um dos grandes revolucionários da música sertaneja, foram eles os principais artistas a começarem a colocar em suas músicas “ baixo e bateria” coisa que antigamente só se via nas bandas de “Rock”!

Contudo, depois dessa nova mudança, duplas como Zezé Di Camargo e Luciano, Leandro e Leonardo, Matogrosso e Mathias, entre outras duplas começaram a colocar “ Guitarras” em suas bandas!

Outra curiosidade é que a linguagem do sertanejo também já tinha mudado!

A nova linguagem do sertanejo 80/90

A música sertaneja já tinha mudado sua linguagem, antigamente o sertanejo raiz contava sobre as coisas que acontecia no Sertão, as lendas, caças, pescas e as atividades que eram feitas na zona rural!

Entretanto, o sertanejo 80 já vinha com uma linguagem mais romântica, falando sobre amor, sobre relacionamentos!

Em 90 duplas como Bruno e Marrone chegaram para reforçar mais ainda o cenário da música sertaneja, que deixou de ser raiz, mas, que agora séria somente “sertanejo”!

Contudo, especificamente Bruno e Marrone e João Paulo e Daniel, foram os grandes influenciadores dessa nova geração de cantores!

Sertanejo universitário e os anos 2000

Com a virada do século novos artistas surgiram e junto deles um novo estilo de música “sertaneja” surgiu, aparecia agora o “ sertanejo universitário”!

Portanto, artistas como João Bosco e Vinicius, Cesar Menotti e Fabiano, Jorge e Mateus, se apresentavam em bares na faculdade, cantando músicas dançantes, covers de João Paulo e Daniel, Bruno e Marrone entre outros cantores de 80/90!

A geração consagrada do sertanejo universitário

Quando surgiu cantores como o Meteoro Luan Santana e o inventor dos Amores Gusttavo Lima, a forma de cantar o sertanejo fazia outra mudança!

Antigamente era muito comum duplas no sertanejo raiz fazerem sucessos, entretanto, hoje em dia é bastante comum ver cantores solos fazendo muito sucesso no sertanejo universitário!

Entretanto, hoje em dia as músicas são totalmente sobre relacionamentos, são músicas desde muito alegres a muito tristes que são denominadas “sofrências”!

Entretanto, hoje artistas como Zé Neto e Cristiano, Gusttavo Lima, Luan Santana, Jorge e Mateus, entre tantos outros, fazem o sucesso sertanejo! Dessa forma, ao ligar o rádio em qualquer sintonia é fácil encontrar esses cantores no ar!

Afinal, quem diria que um estilo que nasceu nos sítios, feito por pessoas extremamente humildes, iriam ter todas essas mudanças e hoje ser o estilo mais forte do Brasil! Dessa forma, sertanejo raiz e sertanejo universitário, são dois estilos que foram e são consagrados pelo brasileiro, por sua alegria e intensidade!

Deixe uma resposta

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui