Primavera Árabe resumo para trabalho

6


PRIMAVERA ÁRABE
O conflito começou em 2010.

Primavera Árabe é o nome dado à onda de protestos, revoltas e resoluções que estão ocorrendo no Oriente Médio e no Norte da África desde 18 de dezembro de 2010.

As revoluções estão acontecendo na Tunísia, Egito, uma guerra civil na Líbia, grandes protestos na Argélia, Bahrein, Djibuti, Iraque, Jordânia, Síria, Omã e Lémen. Outros conflitos menores no Kuwait, Líbano, Mauritânia, Arábia Saudita, Sudão e Saara Ocidental.

De uma forma geral os países envolvidos apresentam algumas características como inexistência de lideranças, a falta de estratégia e ausência da influência religiosa.

Primavera Árabe

Mulheres Árabes em protesto

O conflito começou em 2010 quando um jovem tunisiano ateou fogo ao próprio corpo como forma de manifestação. Os protestos envolveram greves, manifestações, passeatas, comícios e até mesmo o uso de redes sociais como o Facebook para comunicar e sensibilizar a população sobre as tentativas de repressão por parte dos estados.

Resumo

Confira no vídeo acima algumas informações sobre a Primavera Árabe.

Ditaduras derrubadas

Os conflitos resultaram na derrubada de três chefes de estado sendo o presidente da Tunísia, Zine El Abidine Ben Ali que fugiu para a Arábia Saudita, em seguida devido a Revolução de Jasmim no Egito, o presidente Hosni Mubarak renunciou  seu mandado de 30 anos no dia 11 de fevereiro. Na Líbia, o presidente Muammar al-Gaddafi foi morto.

O presidente do Lêmen, Ali Abdullah Saleh renunciou seu mandato de 35 anos. O presidente do Sudão, Omar al- Bashir também anunciou que não iria se reeleger para as próximas eleições.

A Síria foi o único país que ainda não conseguiu derrubar o governo do ditador Bashar al-Assad.

Geopolítica Árabe

Os Estados Unidos buscaram garantir os interesses geopolíticos e econômicos na região. Afinal na Arábia estão localizadas as maiores reservas de petróleo do planeta o que chama atenção de outros países como à China e Rússia. A liga Árabe é liderada pela Arábia Saudita e pelo Catar.

Motivações

A revolução democrática árabe é considerada a primeira onda de protestos do mundo árabe. Algumas causas como más condições de vida, além do desemprego e da injustiça política e social do governo são os principais motivos que levaram aos conflitos na região.

Primavera Árabe e o Brasil

Diante disso, os reflexos para o Brasil são claros, o país contém substanciais riquezas em minerais hidrológicas, com capacidade energética e alimentar, contudo, deve se preparar para as intervenções externas pela posse ou controle de recursos naturais.

Bom se deseja saber um pouco mais sobre a Primavera Árabe faça uma pesquisa em sites da internet e fique por dentro de todas as informações.

Deixe uma resposta