Sintomas e tratamentos da febre amarela

Está desempregado?
Marketing por

Sintomas e tratamentos da febre amarela

Muito se ouve falar em febre amarela, mas nem todos sabem o que realmente é. Esta é uma doença infecciosa causada por um vírus no qual resulta em, basicamente, dois tipos de febre amarela: a silvestre que é transmitida pela picada do mosquito Haemagogus e a urbana que é através da picada do mosquito Aedes aegypti.

A doença não é transmitida de uma pessoa para a outra já que a transmissão do vírus só acontece quando o mosquito pica uma pessoa ou primata (macaco) já infectado onde é muito comum em regiões de floresta e cerrado e a contaminação acontece quando o mosquito infectado pica uma pessoa saudável, mas que não tenha se vacinado.

Quais os sintomas da febre amarela?

Quando uma pessoa está infectada ela pode apresentar sintomas como febre alta, dor de cabeça, dor muscular forte, cansaço, vômito, mal-estar, calafrios, cerca de metade dos casos são bem evoluídos, mas cerca de 15% pode apresentar além dos sintomas já citados outros mais graves como rins, pulmão e fígado comprimidos e também problemas cardíacos que podem levar a morte.

Como é feito o diagnóstico?

Quase todos os sintomas da febre amarela são semelhantes aos da malária e dengue e por isso os exames laboratoriais são indispensáveis, pois só assim é possível detectar com clareza já que o vírus também pode ser transmitido pela picada do mosquito da dengue.

Como é feito o tratamento?

Todos os doentes com febre amarela necessitam de suporte médico e hospitalar para evitar que o quadro se torne ainda mais grave já que não existe um medicamento específico para tratar a doença onde normalmente o tratamento é a base de hidratação e uso de antibióticos, nos casos mais extremos e graves pode ser necessário até diálise e transfusão de sangue.

Qual a importância da vacina?

A vacina é muito eficaz contra a doença no qual a dose deve ser renovada a cada dez anos e para as pessoas que vivem em áreas de risco a vacinação já pode ser feita a partir dos seis meses de vida. A campanha e a vacinação é muito importante para todos fiquem imunizados já que é viável a possibilidade de uma nova epidemia em regiões de risco.

Quais são as recomendações?

É importante se vacinar contra a doença, procure usar sempre calças e camisas que cubram maior parte do corpo, aplique repelente no quarto e também no ambiente de trabalho no qual deve ser reaplicado a cada duas horas, use mosqueteiro antes de dormir enfim são esses alguns dos cuidados que podem ser tomados para evitar ser picado pelo mosquito causador da doença.

 Veja também

Está desempregado?
Marketing por