Técnicas de memorização

Está desempregado?
Marketing por

Algumas doenças como o Alzheimer são responsáveis pela perda de memória, esta é muito importante para nós, não só pelas coisas que aconteceram recentemente, mas para as coisas de longa data também.

Principalmente os estudantes sentem dificuldade na hora de memorizar algo que precisa saber para a prova, na maioria dos casos, isso acontece pela ansiedade em tirar boas notas para passar de ano, mas saibam que vocês só conseguiram isso, estudando e treinando a memória.

Existem alguns tipos de memória e você precisa treinar mais umas do que as outras, tudo dependendo do seu objetivo, por isso é possível sim melhorar a sua memória.

Tipos de memória

• Inconsciente: São coisas que aprendemos e nunca mais esquecemos como andar de bicicleta, nadar, mexer no computador, ela guarda as coisas que são necessárias do nosso corpo para desempenhar.
• Imediata: Esta é usada por segundos, como por exemplo, quando precisamos guardar um número de telefone para ligar, assim o cérebro guarda para usá-lo em seguida.
• De trabalho: Esta é usada enquanto estamos trabalhando, ela é usada para determinadas informações como, por exemplo, quando precisamos fazer cálculos, esta com a rotina e muitas coisas sendo feitas ao mesmo tempo, poderá ser sobrecarregada e assim superlotar de informações e por isso você não irá se lembrar onde guardou algo.
• Episódica: Muitos consideram que é a mais utilizada, é nela que guardamos as situações e acontecimentos da nossa vida, o lugar onde você guardou o seu documento e o que você fez no feriado passado, nesta as memórias mais marcantes ficam por mais tempo.
• Semântica: É usada na escola, ela ajuda a guardar o que aprendemos como termos culturais e outros conhecimentos.

Passo a passo para a memorização

Para que você possa melhorar a sua memória basta organização e uma boa dose de disposição para estudar.

1. Organização
Calcule todos os minutos disponíveis para o seu estudo, assim você chegará no dia da prova ou do concurso com tudo estudado e na ponta da língua, sempre estude mais o que você tem dificuldade, pois o mais desanimador é você sentar-se à mesa e pensar “Por onde eu começo?”.

Assim que o edital for publicado liste todas as matérias que você precisa estudar, ou assim que o professor disser as matérias que irão cair. Separe os assuntos que exigem estudo e os que exigem apenas uma revisão, isso irá lhe mostrar quanto tempo você terá que dedicar para cada matéria.

Assim você poderá planejar quanto de tempo você irá perder em cada matéria, não se esquecendo que você precisará deixar um tempo para fazer a revisão.

2. Não basta ler
É preciso saber estudar de fato, pois de nada adiantará tanta organização se você não sabe como fazer. Estudo= dedicação, concentração e tempo. Então não adianta passar os olhos na apostila e achar que já sabe tudo.

Uma boa técnica é, para cada parágrafo que você lê, defina algumas palavras chaves, assim ao terminar a leitura você deverá explicar para si mesmo a essência do texto, tudo com base nas suas palavras chaves.

3. Repita
A repetição também é um fiel aliado na hora de guardar os conceitos, por isso faça e refaça a resolução dos exercícios, grave você falando as matérias, para que você possa ouvir várias vezes e memorizar, porém atenção, a memorização só se consegue caso você tenha o conhecimento sobre o que você está memorizando, por isso primeiro compreenda a lógica por traz de cada ação.

4. Invista em você
Você não precisa sacrificar a própria vida, por isso não se esqueça de cuidar da sua própria saúde, dormir bem, se alimentar bem, inclusive existem alguns alimentos que até ajudam a memória e pratique atividade física de baixa intensidade.

Dicas para exercitar a memória

Está desempregado?
Marketing por