Tratamentos para andropausa

3


ANDROPAUSA
Andropausa também é chamada de climatério masculino.

Andropausa é um termo criado a fim de definir a semelhança com a menopausa, que acontece nas mulheres. A única diferença entre a menopausa e a andropausa é que o primeiro termo refere-se às mulheres e o segundo aos homens, mas o processo em si é muito semelhante.

Normalmente, a andropausa ocorre a partir dos 50 anos, devido à diminuição do tamanho dos testículos e consequente queda da produção de testosterona.

Para verificar o possível quadro de andropausa devem ser realizados testes de sangue, os quais medem o índice de testosterona livre e total e o nível de prolactina, que, em níveis elevados, reduzem a testosterona, podendo iniciar um processo de osteoporose, aumento da massa gorda, fraqueza muscular e dificuldades de intumescimento peniano.

Normalmente, os testes de ereção devem ser feitos por um urologista, devendo ser medida a densidade óssea. Lembrando que os homens não deixam de produzir espermatozoides, portanto, continuam férteis.

Sintomas da andropausa

ANDROPAUSA

Apesar de algumas mudanças físicas e psicológicas se instalarem devido a queda dos níveis de testosterona, nem todos os homens apresentam os sintomas característicos da andropausa.

Geralmente, os sintomas aparecem naqueles homens que têm uma diminuição mais expressiva dos níveis hormonais, mas ainda assim as manifestações são mais discretas e menos aparentes do que nas mulheres.

Surgem sintomas como problemas de ereção, perda do interesse sexual, falta de concentração, aumento de peso, queda dos pelos, insônia, irritabilidade, entre outros. O medo de enfrentar desafios na vida profissional ou particular também é um dos sintomas mais comuns.

Tratamentos

ANDROPAUSA

Os tratamentos visam melhorar o estilo de vida dos homens afetados pela andropausa. Normalmente, são usados medicamentos em comprimidos, sprays sublinguais e injeções intramusculares.

A escolha do melhor tratamento será feita pelo seu médico, o qual irá avaliar o caso e prescreverá o mais adequado de acordo com os sintomas descritos pelo homem. É importante que o tratamento seja contínuo e diário, com acompanhamento multidisciplinar, para que ao longo do tempo a qualidade de vida do homem melhore.

Deixe uma resposta