Vacina contra HPV

Está em busca de novas oportunidades de emprego?
Basta deixar o seu e-mail na caixinha abaixo que manteremos você informado sobre qualquer vaga disponbilizada em todo o Brasil!


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) aprovou o uso de uma vacina que irá combater o vírus da HPV, uma doença sexualmente transmissível. Esta vacina é indicada para homens de 9 a 26 anos, sendo recomendada para os quatro tipos do vírus.

O uso desta vacina em homens no Brasil já existia, mas não era muito conhecido, o remédio que era prescrito já mostrava benefícios na imunização dos homens. Já para as mulheres o aval da indicação destas substâncias é permitida no Brasil deste 2006, o correto seria que esta vacina fosse injetada antes das primeiras relações sexuais, lembrando que a vacina não é um tratamento e sim apenas uma maneira de precaver a contaminação com o vírus.

O HPV é bem mais comentado entre as mulheres porque ele é uma das principais causas de câncer de colo de útero, atualmente são 630 milhões de pessoas que carregam o vírus, sendo comum que este vírus esteja no corpo da pessoa e esta não apresente sintoma nenhum sendo eliminado com o tempo.

Dentro da doença HPV causada por vírus, já se detectou mais de 200 tipos de vírus que podem causar esta doença, apenas alguns são de alto risco oncológico, ou seja, de futuramente formar um câncer.

O contágio se dá pelo contato com a pele de uma pessoa portadora do vírus, por isso que o uso de preservativo durante as relações sexuais é muito importante, porque esta pode diminuir o risco de contaminação, mas não elimina a chance de infecção neste caso.

Por isso pesquisadores estão dando atenção especial á este vírus que tem se disseminado muito rápido, então um grupo de especialistas se reuniram para pesquisar e estudar a implantação da vacina em rede pública, assim no ano passado conseguiu verba para implantar o primeiro Instituto Nacional de Pesquisa em HPV.

Assim conseguiu os dados da quantidade de pessoas contaminadas com o vírus chegando a conclusão de que a vacina em rede pública significaria um impacto de R$1.857 bilhão para cobrir apenas a faixa etária de 11 a 12 anos. Por isso esta vacina poderá ser adquirida apenas em rede privada, no custo de R$300 a R$900 a dose, então a melhor forma de prevenção ainda é uma boa escolha dos seus parceiros e uso de preservativo.

Algumas clínicas privadas que oferecem a vacina

Pará (Belém)
CLIMEP
Tel.: (91) 3181-1644
Preço: R$ 1.077 as três doses

Bahia (Salvador)
Clínica Seimi
Tel.: (71) 3352-8233
Preço: R$ 399 a dose

Paraíba (João Pessoa)
Alergomed
Tel.: (83) 3222-7790
Preço: R$ 390 a dose

Rio de Janeiro (Rio de Janeiro)
Kinder Clínica
Tel.: (21) 2521-5777
Preço: R$ 390 a dose

Espírito Santo (Vitória)
Centro de Vacinação da Praia
Tel.: (27) 3235-9090
Preço: R$ 380 a dose

Minas Gerais (Belo Horizonte)
Instituto H. Pardini
Tel.: (31) 3228-6200
Preço: R$ 380 a dose

São Paulo (São Paulo)
Clinivac Imunizações
Tel.: (11) 3845-1655
Preço: R$ 380 a dose
IMUNE Vacinações
Tel.: (11) 5051-5259
Preço: R$ 380 a dose

Rio Grande do Sul (Porto Alegre)
Hospital Moinhos de Vento
Tel.: (51) 3314-3434
Preço: R$ 475 a dose

Santa Catarina (Joinville)
Clínica Bambini
Tel.: (47) 3423-2000
Preço: R$ 380 a dose


Está em busca de novas oportunidades de emprego?
Basta deixar o seu e-mail na caixinha abaixo que manteremos você informado sobre qualquer vaga disponbilizada em todo o Brasil!